Como ser um bom recrutador: 7 qualidades essenciais

São cada vez maiores as exigências e as dúvidas de como ser um bom recrutador. O mercado de trabalho conta com profissionais das mais diversas formações e experiências, e tanta diversidade pode representar um problema para as empresas na hora de escolher o profissional ideal para preencher determinado cargo.

Para exercer um bom trabalho, um profissional de RH precisa dominar não só técnicas de recrutamento, mas também desenvolver competências de comunicação e habilidades interpessoais para extrair o melhor dos candidatos e ter condições de tomar uma decisão mais acertada. Acompanhe este post para entender melhor o assunto e saber como ser um bom recrutador.

7 dicas sobre como ser um bom recrutador

Observando os melhores profissionais de RH e acompanhando as tendências no setor, podemos destacar 7 dicas de como ser um bom recrutador, trazendo as competências que devem ser trabalhadas para conseguir realizar as melhores contratações. São elas:

1. Construir um network

Um recrutador tem contato com muitas pessoas durante um processo seletivo, e apenas um profissional será escolhido para a vaga. Um profissional competente de RH é capaz de construir e manter um bom relacionamento com essas pessoas, montando um banco de talentos e construindo um bom network.

Assim, é possível preencher mais rapidamente uma próxima vaga ou até mesmo indicar o candidato para uma outra função na qual ele se encaixe perfeitamente.

2. Ter habilidades de comunicação

Um recrutador experiente em seleção de talentos precisa ouvir os candidatos e conseguir extrair suas melhores competências, procurando compreender exatamente qual o perfil daquele profissional.

Também vai precisar vender bem a pessoa que você escolheu para a diretoria, convencendo-a de que a sua escolha é realmente a melhor aposta para o cargo. Tudo isso exige excelentes habilidades de comunicação, para realizar essa mediação entre funcionário e organização com sucesso.

3. Saber trabalhar com mídias sociais

As mídias sociais hoje exercem um papel importante no recrutamento de talentos. Muitos anúncios de vagas são feitos por esse canal de comunicação e atraem profissionais com um perfil que atende às necessidades da vaga.

Para ser um bom recrutador, é importante saber trabalhar com as mídias sociais, identificar se o tipo de profissional procurado está presente em alguma dessas redes e, principalmente, ter habilidade para anunciar essa vaga de maneira que atraia os candidatos ideais.

4. Exercer diversos papéis

O trabalho de um recrutador é muito amplo e, nessa função, um bom profissional exerce diversos papéis. Ele precisa usar estratégias de marketing para escrever um bom anúncio de vaga, entender um pouco de psicologia para analisar as reações e a linguagem corporal do candidato, saber trabalhar em equipe e ter visão estratégica do negócio.

O desenvolvimento dessas múltiplas habilidades é essencial para quem busca saber como ser um bom recrutador e almeja conseguir realizar as melhores contratações para a organização.

5. Manter-se atualizado

O mercado de trabalho muda o tempo todo e um bom recrutador deve sempre buscar novos conhecimentos e estar atento a tudo o que acontece, não só no nicho de atuação da empresa na qual ele trabalha, mas nas mudanças dos perfis de profissionais como um todo.

Para isso, ele deve buscar cursos, especializações e acessar conteúdos que falem sobre a rotina do RH nas empresas e suas novidades.

6. Ter proatividade

Fazer uma busca ativa pelo melhor candidato à vaga, em vez de selecionar entre os currículos recebidos, pode fazer toda a diferença na hora de contratar o profissional ideal. Um recrutador competente consegue ativar seu network em busca de indicações para encontrar a pessoa que se encaixa perfeitamente nas necessidades atuais da empresa, com a garantia de contar com as referências sobre as experiências anteriores dessa pessoa.

7. Alinhamento com as novas tecnologias

Além de saber trabalhar com as mídias sociais, para ser um bom recrutador é importante lidar com as novas tecnologias: sites de busca de emprego, aplicativos, uso do People Analytics, entre outras ferramentas que estão à disposição no mercado de trabalho.

Esses profissionais também precisam ter habilidades para conseguir trabalhar on line de maneira independente, a fim de aumentar o seu network e até obter uma renda extra atuando como selecionador freelancer.

Conhecendo essas 7 dicas de como ser um bom recrutador, é possível se tornar um profissional mais completo e construir uma boa reputação no mercado. Isso vai valorizar a sua atuação, seja dentro de uma empresa ou como profissional autônomo.

Aproveite para saber mais sobre as oportunidades de atuação dentro do RH com o nosso artigo sobre o assunto.